sexta-feira, abril 21, 2006

ARTE

A arte não tem cor, a arte é, e sempre há-de ser, universal.... ou, como dizia o nosso Poeta Aleixo , com muita sabedoria:

A arte é força imanente,
não se ensina, não se aprende,
não se compra, não se vende,
nasce e morre com a gente.

Pode-se é questionar : qual arte?

quarta-feira, abril 19, 2006

EVOCAÇÃO DO MASSACRE

Em entrvista dada a Maria João Seixas, André Jordan, conhecido empresário do sector turístico, disse:
«Os Portugueses são judeus. Da minha observação e intuição , eu diria que há muito poucos que não sejam judeus.Muitos haverá que desconhecem essa origem e que nem se apercebem que os seus nomes - Mendes, Pinto, Pereira, etc. - revelam a presença de sangue judeu nas suas famílias

segunda-feira, abril 17, 2006

Orações

Aguardo com expectativa e interesse o terceiro volume do excelente trabalho sobre Património Oral do Concelho de Loulé que as Professoras Maria Aliete Galhoz , Idália Farinho e Isabel Cardigos, têm vindo a desenvolver. Já foi publicado o volume intitulado Contos (2004) - encontra-se esgotado -, está no prelo o dos Romances e finalmente sairá o de Orações.

Padre Nosso Pequenino

Quando eu era pequeno vivia com uma avó que era extremamente religiosa.Tinha um altar no quarto, com vários santinhos, santinhas e pais -do-céu,( muitas destas figuras são hoje peças decorativas de algum valor artístico para mim),onde rezava várias vezes vezes ao dia e sempre antes de deitar. Aos netos tentou incutir esta atitude de vida, embora sem sucesso, nenhum deles segue ou pratica a religião católica ou outra. Ensinou-nos as orações todas, que diga-se em abono da verdade, só uma eu consegui memorizar até hoje: o Padre Nosso Pequenino.Vou aqui registá-lo, embora eu já tenha ouvido versões ligeiramente diferentes da minha.
Padre Nosso Pequenino
Dá-lhe a chave do Menino
Quem a tem ,quem a teria
São Pedro, Santa Maria
Cruz em monte, cruz em fonte
Que o pecado não me encontre
Nem de dia ,nem de noite
Nem ao pepino do meio dia
Já os galos pretos cantam
Já os anjos se levantam
Já o Senhor subiu à cruz
Que a minh'alma tenha luz
Para sempre
Ámen Jesus

VELAS....Só no Rossio

Já que estamos em época impregnada de fé e religião, sobretudo no lado do catolicismo, não só pelas datas festivas mas também pelas revelações do Envagelho de Judas, que promete dar que falar nos próximos tempos e ainda pelo facto das «Raízes» terem assinalado um ano em pleno Domingo de Páscoa (ao Hélder Raimundo os meus agradecimentos --só não ponho a lincar para o Contrasenso porque não sei) , comemoro a efeméride com uma oração, recolhida pelo Michel Giacometti em 1973 (A.25/4- significa antes do 25 de Abril):

Deus te salve, casa santa,
Por Deus fostes ordenada,
Onde está o cálix bento
E a hóstia consagrada!
O pecado vem aqui,
Que venho dar contas de mim!
Beijarei a santa pedra,
Que a minha alma se não perca;
Beijarei o santo chão,
Que a minh'alma tenha perdão;
Beijarei a santa cruz,
Que a minh'a alma tenha luz
Para sempre ,amem, Jesus.

quarta-feira, abril 12, 2006

FRASE REVOLUCIONÁRIA

Alguém disse, não posso precisar quem, Só nos compêndios as revoluções são lineares.

Revolução dos cravos

Os blindados na rua, cravos vermelhos ao peito e nos canos das armas, os dedos em «V» de vitória, são paradigmas simbólicos de um golpe de Estado que o povo transformou em Revolução.

terça-feira, abril 11, 2006

CERCO AO TABACO

Eu sou insuspeito para falar disto , porque não fumo : o governo quer que o tabaco passe à clandestinidade. Na óptica do governo, até nem se percebe muito bem este feroz ataque porque, segundo julgo saber, o tabaco rende uns milhões de euros de receitas para o Estado.

quarta-feira, abril 05, 2006

MULTICULTURALISMO

Sustenta Laurent Dréano, licenciado em Direito e diplomado em Economia Aplicada pelo Instituto de Estudos Políticos em Paris, e com uma vasta experiência de gestão cultural, que em França ,Multiculturalismo é uma palavra muitas vezes mal aceite. Pela simples razão que o modelo francês não é o do multiculturalismo mas sim o da integração.A ideia da integração republicana baseia-se na ideia de que todas as pessoas em França , desde que tenham a cidadania francesa, devem deixar de considerar a sua cultura em primeiro lugar sob risco de quebrar aquilo que os franceses chamam de « Pacto Republicano».É por isso que França lida mal com as diferenças culturais.Recordo a questão do véu islâmico e mais recentemente o problema da «escumalha» e os tumultos que isso gerou.

terça-feira, abril 04, 2006

O SONHO COMANDA A VIDA

O Português é um misto de sonhador e de homem de acção, ou melhor, é um sonhador activo, a que não falta certo fundo prático e realista. A actividade portuguesa não tem raízes na vontade fria, mas alimenta-se da imaginação, do sonho, porque o Português é mais idealista, emotivo e imaginativo do que homem de reflexão.Quem o diz é o Jorge Dias e eu concordo.