segunda-feira, abril 25, 2005

25 de ABRIL

A minha homenagem ao Tossan e ao Mário Viegas

N

Nem tudo vale na vida
mas a vida vale tudo,
vale o nascer e morrer
vale o perder-se a infância
vale acender a beleza
vale ganhar-se a distância
vale o vale na paisagem
vale o sol e o luar
vale a sombra e a imagem
vale a sede e a água
vale o encontro e o desencontro
vale o ver e o antever
vale o protesto e a verdade
vale tudo quanto é puro
e vale escrever num muro
um viva à Liberdade.

Tossan