quinta-feira, junho 30, 2005

EVOCAÇÃO DO MEDITERRÂNEO

A propósito do Festival MED , a decorrer no Centro Histórico de Loulé até ao próximo Domingo, aqui deixo a minha evocação do Mediterrâneo, através de um soneto de Miguel Torga :
*
Vinde à terra do vinho, Deuses novos!
Vinde, porque é de mosto
o sorriso dos deuses e dos povos
quando a verdade lhes deslumbra o rosto.

Houve Olimpos onde houve mar e montes.
Onde a flor da amargura deu perfume.
Onde a concha da mão tirou das fontes
uma frescura que sabia a lume.

Vinde, amados senhores da juventude!
Tendes aqui o louro da virtude,
a oliveira da paz e o lírio agreste ...

E carvalhos, e velhos castanheiros,
a cuja sombra um dormitar celeste
pode fazer os sonhos verdadeiros.
*
Miguel Torga

2 Comments:

At 12:12 da tarde, Blogger António Baeta said...

Mediterrâneo.
Deixo este link para uma outra evocação do Mediterrâneo, proveniente da sua margem sul.

 
At 2:14 da tarde, Blogger LG said...

Obrigado pela achega.Gostei do poema de Moohamd Chakor, que no fundo traduz o desejo da paz e do bem estar dos povos desta massacrada região.«El terrorismo no es el camino de la paz». Concordo inteiramente.Acontece porém que aquilo que uns chamam terrorismo para outros não o é :é luta por um ideal, defesa de um bem que julgam seu, independência etc. As armas dos contendores é que são por vezes diferentes.A religiosidade exacerbada é outra arma de arremesso.

 

Enviar um comentário

<< Home