terça-feira, junho 14, 2005


PROPAGANDA.MUITOS SE RECORDARAO DAS ACUSACOES A EDITE ESTRELA POR TER USADO PUBLICA�OES DA CAMARA MUNICIPAL COMO PROPAGANDA POLITICA EM PERIODO ELEITORAL.TEMA RECORRENTE.AINDA HA POUCO TEMPO JOSE APOLINARIO DIZIA MAIS OU MENOS O MESMO DE JOSE VITORINO.MATERIA ANTIGA, QUE COBRE TODOS OS REGIMES, TOTALIT�RIOS, AUTORITARIOS E DEMOCRATICOS.E UMA TECNICA DE COMUNICACAO QUE SE CONFUNDE POR VEZES COM PUBLICIDADE OU MERA INFORMACAO, E QUE E TANTO MAIS EFICAZ QUANTO MAIOR FOR A ADESAO AS IDEIAS QUE SE QUEREM DIFUNDIR, POLITICAS, RELIGIOSAS, SOCIAIS OU ECONOMICAS.O SNI FOI EXIMIO NA PROPAGANDA. Posted by Hello

3 Comments:

At 6:20 da tarde, Blogger João Scottex said...

LG, em relação ao encontro, faça uma proposta de local, e outras ideias que tenha e envie por mail para:
encontroblogalgarve@sapo.pt
para podermos trocar ideias, era bom ter tudo mais ou menos definido até ao fim de Junho, e fazer o encontro a 30 de Julho ao almoço, e depois se verá.

 
At 7:25 da tarde, Blogger republicano algarvio said...

Estes "Cadernos da Revolução Nacional" elaborados pelo SNI, dirigido por António Ferro, são um exemplo de como a propaganda salazarista soube aproveitar as vantagens de difundir as ideias entre as massas para perdurar. Acompanhando isto de apoios estratégicos a certos grupos económicos, apoiado pelos instrumentos de repressão (PIDE, censura) e sustentado em figuras de grande prestígio pessoal, desfrutando de uma grande desorganização da oposição interna a partir dos anos 30. Por outro lado, conseguindo gerir os interesses corporativos de certos grupos sociais, reabilitando-os, ou valorizando-os em determinadas cerimónias públicas, como acoteceu com os pescadores, através da acção meticulosa e calculada de Henrique Tenreiro, vejam-se os inúmeros artigos "encomendados" sobre o corporativismo, a acção dos pescadores e do general Tenreiro, entre outras situações que permitiram ao regime autoelogiar-se nos vários jornais reginais. Tendo feito somente uma sondagem entre o "Correio do Sul" e o "Algarve", encontram-se dezenas de exemplos flagrantes dessa propaganda que se fazia a todos os níveis, desde a imprensa nacional à local, da rádio à televisão.
A propaganda desde a Antiguidade que se tem mostrado uma arma bastante eficaz e quanto mais ela é controlada, calculada, mais efeito consegue surtir entre uma população pouco esclarecida e arredada das realidades políticas.

 
At 8:48 da tarde, Blogger João Scottex said...

Já se podem todos inscrever!
É só ir ao blog, e enviar um mail.
Obrigado.

PS-Ajudem na divulgação.

 

Enviar um comentário

<< Home