sexta-feira, agosto 05, 2005

AFORISMO

O preconceito da ave
não é o tamanho das suas asas
nem o ramo em que poisou

Mas a beleza do seu canto
a largueza do seu voo ...
e o tiro que a matou.

José Craveirinha

6 Comments:

At 11:04 da manhã, Blogger Clitie said...

Que giro! Só tenho uma coisa a lamentar...não saber se o autor é algarvio, confesso que não conheço praticamente nenhum dos nossos poetas...

 
At 1:20 da tarde, Blogger HFR said...

José (João) Craveirinha, simplesmente o maior poeta moçambicano de sempre. Foi jornalista e militante da Frelimo nos anos 60.

 
At 2:46 da tarde, Blogger LG said...

Não tenho comigo elementos biográficos do Craveirinha mas acho que o pai dele era do Algarve, salvo o erro, da zona de Portimão.

 
At 9:13 da tarde, Blogger Clitie said...

Meninos obrigado pelo exclarecimento.

Bjks

 
At 3:41 da tarde, Blogger Softy Susana said...

bonito...

 
At 4:16 da tarde, Blogger Casas Mosurb said...

www.folhadalte.com

 

Enviar um comentário

<< Home